Dicas para não enviesar o seu teste de Usabilidade

O teste de usabilidade é um método de pesquisa qualitativa, que mede o desempenho e eficácia de um produto digital por meio da navegação e entrevista de pessoas usuárias. A efetividade do teste depende de certos pontos durante a aplicação, que evitam o viés dos dados e opiniões dos participantes. Nesse post, temos algumas dicas importantes para conseguir o melhor resultado no teste de usabilidade. 
Imagem com fundo azul marinho com ícones de pessoas conversando, mão e prancheta representando o teste de usabilidade.

O papel do facilitador

Em testes de usabilidade moderado, a pessoa usuária realiza o teste acompanhada de um facilitador, que geralmente é o pesquisador ou designer encarregado do projeto. 

É recomendada a presença de um facilitador quando os participantes não têm facilidade com dispositivos eletrônicos. O facilitador possui o papel fundamental de assegurar ao participante o objetivo da pesquisa, o anonimato de seus dados e de conduzir a realização das tarefas, dando segurança ao participante em tirar dúvidas e pedir auxílio para se preparar para o teste de usabilidade.

Apesar de sua importância, o facilitador precisa de cautela, pois a sua abordagem pode afetar diretamente no resultado do teste e enviesar a pesquisa. Para que isso não aconteça, é importante se atentar aos seguintes pontos: 

Não explique nada durante o teste

Assim que o participante entra na sala, o facilitador do teste de usabilidade deve se apresentar e explicar o objetivo da pesquisa e como será executada a sessão de testes. Nessa introdução, é importante esclarecer para o participante como funciona o teste de usabilidade e tirar todas as suas dúvidas. 

Lembre-se de não explicar como executar as tarefas propriamente ditas, e sim como serão as dinâmicas durante a aplicação. Caso contrário, o usuário seguirá as suas instruções e não será possível entender a real percepção do fluxo do produto. Deixe claro apenas se você irá passar um roteiro ou fazer perguntas após cada tarefa. 

Assegure o participante que por ser um teste de usabilidade, não há problema se ele errar ou não encontrar alguma funcionalidade presente nas tarefas, já que isso é considerado um ponto de atenção para o projeto testado, que pode ser levantado como uma melhoria no resultado.

Não dê caminhos ou ações além das tarefas

Nunca diga ao participante a ação a ser tomada ou caminho a seguir para executar uma determinada tarefa, pois isso afetará diretamente no resultado do teste. Assim como no tópico anterior, o fluxo que deve ser tomado para completar o teste pode não ser a verdadeira percepção da pessoa usuária, enviesando ao resultado.

Cada pessoa pensa de uma determinada maneira, por isso é importante que as tarefas sejam anunciadas de forma clara, porém abertas para que os participantes interpretem de maneira intuitiva. Não detalhe as páginas, seções ou elementos que a pessoa usuária deve interagir para realizar a tarefa.

É normal o participante perguntar o que fazer, como chegar a um certo lugar ou o que significa certos elementos. Para esses casos, direcione a pergunta de volta a ele: se o participante perguntar o que é o nome de um botão na página, por exemplo, você pode perguntar “o que você entende que significa?” ou “o que você espera que ele mostre?” 

Deixe o usuário explorar

É comum o usuário fazer um caminho completamente diferente do previsto para a tarefa, inclusive observando seções ou páginas que seriam contempladas em outras tarefas. Em hipótese alguma diga ao participante o que não deveria ser feito, nem direcione o caminho certo. Caso isso aconteça, aproveite a situação para aplicar a tarefa para aquela página, e retome depois para a tarefa em questão. Se for necessário, peça educadamente para ele voltar para a página da tarefa anterior para dar a sua opinião. 

O tempo é do usuário

Não apresse o participante. Deixe espaço para ele dizer que finalizou ou desistiu da tarefa. Se for o caso, pergunte a ele se ele finalizou ou peça para o mesmo avisar quando finalizá-la. Evite fazer perguntas ou pular etapas em momentos de silêncio, pois isso pode atrapalhar o raciocínio. Faça isso apenas quando tiver certeza de que o participante desistiu de entender ou finalizou a leitura.

Alguns participantes precisam de um tempo maior para interpretar informações e perceber detalhes, principalmente se forem pessoas usuárias de maior idade, que não estão acostumadas a usar produtos digitais. Leve isso em consideração ao fazer o agendamento durante o recrutamento, para não correr o risco de ter sobreposição de horários.

Aprenda mais sobre Teste de Usabilidade

Leia mais artigos sobre teste de usabilidade na Tuia:

Como funciona o teste de usabilidade remoto

O que é um plano de teste de usabilidade

Pesquisa qualitativa: o que é, quando e como aplicar, dicas e exemplos

Nós da Tuia

Se você gostou dessas dicas e gostaria de conhecer mais sobre o nosso serviço de teste de usabilidade, agende uma conversa com a gente. Acesse também nossa página de serviços.

Não esqueça de nos acompanhar no LinkedIn e Instagram.

Serviços relacionados

Conheça alguns dos nossos serviços relacionados

Contato

Quer melhorar seu produto ou serviço? Entre em contato e agende uma conversa com a gente.

Você também pode entrar em contato por e-mail ola@tuia.me ou pelo whatsapp (11) 94011-5017.