Tudo o que você precisa saber sobre pesquisa quantitativa

A pesquisa quantitativa tem como objetivo entender opiniões e preferências do usuário, tendo como finalidade trazer melhorias ao produto.
pesquisa quantitativa


A pesquisa quantitativa tem como objetivo entender opiniões e preferências do usuário, tendo como finalidade trazer melhorias ao produto.

Apesar de a pesquisa qualitativa possuir o mesmo objetivo, a execução dos processos da pesquisa quantitativa são bem distintos e podem até ser complementares entre si. Ela conta com métodos de aplicação diversificados, tornando a estruturação da jornada do usuário menos complexa e muito mais eficiente.

Neste post, vamos nos aprofundar sobre esse modelo de pesquisa, entendendo seus benefícios e finalidades de aplicação. Você poderá também conferir exemplos de quando e como aplicar, além de outras noções básicas que você precisa para entender melhor seus usuários.

O que é pesquisa quantitativa?

Segundo o NN Group, referência mundial em Experiência do Usuário, a pesquisa quantitativa se baseia na coleta de dados, através de ferramentas, como o Google Ads e o Hotjar. Os resultados obtidos geram dados numéricos que posteriormente são analisados de forma matemática. 

Esse modelo de pesquisa é usado principalmente para entender pontos de melhoria, auxiliar a priorizar recursos e focar em pontos que geram maior impacto na empresa ou produto. As estatísticas geradas mensuram as informações e opiniões, auxiliando a entender o raciocínio dos participantes, além de indicar de forma muito clara e objetiva sobre as experiências do usuário.

Qual é o objetivo ao adotar a pesquisa quantitativa?

O objetivo principal da pesquisa quantitativa é verificar de forma estatística uma suposição a partir da coleta de dados qualificáveis e concretos.

Quando falamos que os dados precisam ser quantificáveis e concretos, queremos dizer que eles precisam representar um grupo amplo de indivíduos e construir um retrato que seja o mais próximo possível da situação real do alvo da pesquisa.

Para isso, é necessário entrevistar uma amostra significativa desse público-alvo. Quanto maior o número de pessoas entrevistadas, menor será a margem de erro e, com isso, mais precisa será a sua pesquisa quantitativa.

Quando aplicar a pesquisa quantitativa?

Podemos aplicar uma pesquisa quantitativa quando buscamos uma resposta que possa ser mensurável de alguma forma para a usabilidade do produto.

Você pode aplicar o estudo quando deseja melhorar as decisões de trade-off de UX, por exemplo. Aqui vale citar aqueles casos em que a implementação de um determinado tem um alto custo. Os resultados numéricos podem te ajudar a entender como e quanto a mudança vai melhorar a jornada do usuário, mostrando se realmente vale o investimento.

A pesquisa quantitativa também pode ser uma grande aliada para comparar plataformas diferentes, como no lançamento de uma nova plataforma para os funcionários. Também é possível comparar a usabilidade de seu produto com a de um concorrente.

Por último, a pesquisa quantitativa pode auxiliar também a determinar se há retorno de investimento. Esse retorno pode ser tanto no desempenho da equipe de UX, quanto no investimento de ferramentas, na geração de leads, no marketing investido e em muitas outras áreas.

 

Como funciona na prática a pesquisa quantitativa?

Para dar início ao processo é necessário possuir uma pergunta específica, clara e controlável. Neste momento, o foco é entender quais motivos levam o usuário a tomar certa decisão ou acreditar em alguma suposição.

Após a decisão sobre o que será estudado, alguns passos devem ser seguidos para obtermos um resultado conclusivo:

  1. Realize pesquisas sobre estudos que já foram feitos anteriormente;
  2. Prepare a pesquisa e o roteiro de perguntas baseados na questão que você deseja responder;
  3. Tenha certeza de que a pesquisa quantitativa será o melhor método para responder à sua dúvida;
  4. Estime o tamanho ideal da amostra;
  5. Escolha o melhor método para a pesquisa quantitativa;
  6. Faça a coleta dos dados;
  7. Entenda e analise tudo o que você obteve até aqui;
  8. Elabore um relatório sobre as informações coletadas.

 

Quais são os tipos de pesquisas quantitativas existentes?

  • Análise de sequência de cliques

Análise do registro de telas ou páginas que os usuários clicam e veem, conforme usam um site ou produto de software. Requer que o local seja adequadamente instrumentado ou que o aplicativo tenha a coleta de dados de telemetria habilitada.

  • Teste A / B 

Neste método testamos versões diferentes de um produto, como o design de um site. Atribuímos aleatoriamente grupos de usuários para interagir com as diferentes versões, medindo o efeito no comportamento do usuário.

  • Estudos UX não moderados 

É um método automatizado que usa uma ferramenta de pesquisa especializada para capturar o comportamento dos participantes. Pode ser feita por meio de um software instalado nos computadores ou por meio de pesquisas incorporadas, dando ao participante objetivos ou cenários a serem alcançados com um site ou protótipo.

  • True-Intent Studies

Este método pergunta aos visitantes aleatórios do site qual o objetivo ou intenção ao visitá-lo. Posteriormente, ele mede seu comportamento seguinte e pergunta se eles tiveram sucesso em atingir o seu objetivo no site.

  • Interceptação de pesquisas 

Uma pesquisa que é acionada durante o uso de um site ou aplicativo, por meio de pop-ups ou modais na interface.

  • Pesquisas por e-mail 

Uma pesquisa na qual os participantes são recrutados a partir de uma mensagem de e-mail.

 

Quais os principais desafios enfrentados na pesquisa quantitativa?

Para mostrar os principais desafios no momento de realizar uma pesquisa quantitativa, apresentamos os três principais pontos citados por quem lida diretamente com esses estudos: os próprios profissionais.

Um estudo realizado com equipes de UX pelo NN Group revelou que a falta de uma investigação minuciosa e conhecimento sobre métodos quantitativos pode ser algo que intimida os profissionais, suas equipes ou partes interessadas.

De acordo com os profissionais entrevistados, um dos principais desafios que enfrentam ao realizar esse tipo de pesquisa é a ausência ou baixo conhecimento na área de matemática avançada para interpretar os resultados obtidos.

Outro problema enfrentado por eles é a falta de profissionais conhecidos como cientistas de dados. São pessoas que possuem habilidades quantitativas adquiridas através de treinamentos específicos, que podem otimizar os processos da pesquisa.

37% dos profissionais entrevistados (o que representa a resposta mais popular) afirmaram que a principal dificuldade que enfrentaram foi no momento de recrutamento dos participantes.

 

Conclusão

A pesquisa quantitativa é fundamental quando você busca entender melhor sobre o seu usuário, apontando de forma precisa tudo o que você precisa saber sobre suas preferências e opiniões.

Esteja sempre atento ao estruturar bem o passo a passo do seu estudo, analisar de forma eficiente todos os dados obtidos, e principalmente buscar a melhor metodologia para auxiliar na resposta do seu problema.

Quando você passa a entender todos os pontos positivos que a utilização da pesquisa quantitativa pode oferecer, obstáculos e dúvidas ficam para trás e dando  lugar aos resultados positivos e promissores, fornecendo todo suporte e acabando com todas as dúvidas que você possuía.

Como sugestão para intensificar a melhora dos seus resultados, associe métodos qualitativos de pesquisa. Caso não saiba o que é o método ou tenha dúvidas sobre como e quando aplicar, leia nosso artigo sobre pesquisa qualitativa.

Quer saber mais sobre UX? Leia mais em nosso blog.

Serviços relacionados

Conheça alguns dos nossos serviços relacionados