ResearchOps: como estamos criando a cultura de pesquisa em nossos clientes

O ResearchOps é uma especialização de pesquisa em UX. Neste post, explicaremos o que é e como inserimos a cultura do ResearchOps en nossos clientes.
Imagem com fundo rosa com ícone de lupa representando o trabalho de ResearchOps

 

Se você é designer na área de user experience, você já ouviu falar de DesignOps, que é a estruturação e operacionalização dos processos de design de uma empresa. Mas, você sabia que existe essa tendência para os times de pesquisa?

Neste post, você vai conhecer um pouco mais sobre ResearchOps e como inserimos essa cultura para os clientes da Tuia.

O que é ResearchOps?

Consideramos o ResearchOps uma especialização que suporta os métodos operacionais de pesquisa em UX. Segundo Kate Towsey, pesquisadora e fundadora da comunidade global da área, ResearchOps “são os mecanismos e estratégias que colocam a pesquisa em movimento. Eles fornecem as funções, ferramentas e processos necessários para auxiliar pesquisadores a entregar e escalar o impacto deste ofício pela organização.”

A empresa ou produto pode ter uma pessoa ou equipe dedicada ao ResearchOps, dependendo das suas necessidades e de seu porte. Em outros casos, essa função operacional é dividida entre os pesquisadores de um time de UX Research. Seja qual for, podemos dizer que o ResearchOps serve como um propulsor, possibilitando um trabalho mais eficiente, melhores resultados, e maior satisfação profissional como um todo.

A estrutura do ResearchOps

Para facilitar a sua aplicação, a especialista Emma Boulton segmenta o ResearchOps em 8 grandes pilares: 

  • Ambiente: engloba a valorização da pesquisa internamente;
  • Escopo: são os processos, métodos e protocolos do time;
  • Recrutamento e sua administração: tudo que engloba recrutamento para pesquisas, como documentos, planilhas de agendamento e gestão de bonificação;
  • Gerenciamento de dados e conhecimento: é a organização do repositório de dados, insights e resultados obtidos das pesquisas, evitando erros ou repetições de análises;
  • Pessoas: envolve os colaboradores envolvidos em pesquisa, além de carreiras, lideranças e desenvolvimento profissional destes
  • Contexto organizacional: define o nível de maturidade da empresa e todas as questões que envolvem recursos financeiros e comerciais para pesquisa;
  • Governança: são as questões éticas e legais que envolvem pesquisa, como o LGPD;
  • Ferramentas e infraestrutura: são todos os equipamentos, softwares, sistemas, laboratórios e tecnologias envolvidos para realizar as pesquisas.

Essas segmentações são tópicos abrangentes da área de UX Research, ou seja: são os assuntos que englobam todos os tipos de pesquisa em um projeto de experiência de usuário. Por isso, se você quer que a sua área de pesquisa tenha um bom desempenho, é importante se atentar e organizar esses pontos.

Essa organização, contudo, não é obrigatória. Você pode dividir esses setores da forma que for mais conveniente para o seu método de trabalho ou o de sua equipe.

O ResearchOps em nossos projetos de pesquisa

Na Tuia, o ResearchOps é um grande auxiliador nos projetos de Research, e tem o papel fundamental de difundir a importância da pesquisa para os nossos clientes. Sem esses conceitos, corremos o risco de não atender o escopo inicial, ou então do repositório de dados da pesquisa não ser utilizado.

Antes de começar qualquer projeto de pesquisa, criamos um plano onde definimos o ambiente, escopo, recrutamento e sua administração. É importante ter esse esclarecimento para que o cliente consiga acompanhar o andamento do projeto, e se foi executado de acordo com o planejado.

A estrutura e ferramentas que pretendemos utilizar também são pilares do ResearchOps que levamos para os nossos projetos. Em Research, é importante definir ferramentas para cada tipo de pesquisa.Para pesquisas quantitativas, geralmente utilizamos programas de métricas como Google Analytics e Hotjar, enquanto nas qualitativas precisamos de recursos que nos permitam analisar a interação do usuário, como o Lookback ou o próprio Google Meet.  

O gerenciamento de dados é um conceito do ResearchOps que também tem importância na Tuia. Nem sempre a demanda vem da área de user experience, por isso ter um repositório organizado, com nomenclaturas claras e arquivos visualmente explicativos fazem com que não só os pesquisadores e designers entendam, mas qualquer área dentro da empresa. 

Aprenda mais sobre UX Research

Leia mais artigos sobre UX Research da Tuia:

Tudo o que você precisa saber sobre pesquisa quantitativa

Pesquisa qualitativa: o que é, quando e como aplicar, dicas e exemplos

ResearchOps na Tuia

A Tuia auxilia diversos clientes a atingirem o melhor resultado com seus produtos digitais. Por isso, nós utilizamos o ResearchOps como uma ferramenta para alcançar esse objetivo em nossos projetos de pesquisa.

Se você se interessou com a nossa forma de trabalho e quer ajuda para dar seus primeiros passos em ResearchOps na sua empresa, entre em contato conosco.

Nos acompanhe também pelo nosso LinkedIn e no Instagram.

Serviços relacionados

Conheça alguns dos nossos serviços relacionados

Contato

Quer melhorar seu produto ou serviço? Entre em contato e agende uma conversa com a gente.

Você também pode entrar em contato por e-mail ola@tuia.me ou pelo whatsapp (11) 94011-5017.